Fies 2020: O que é e como funciona

Para os estudantes que têm o interesse de participar do Fies 2020, fiquem atentos a todas as informações necessárias referente ao programa. Este artigo é direcionado àqueles que pretendem concorrer a uma vaga no ensino superior privado por meio das inscrições do Fies 2020 – Programa de Financiamento Estudantil. Nele pretendemos ajudar os estudantes que têm dúvidas referentes ao programa.

O que é o Fies?

Tudo sobre as Inscrições FiesO Fies é um programa criado pelo governo com a finalidade de ajudar no financiamento de uma instituição privada de curso superior para aqueles estudantes que não tem condições de realizar o pagamento do curso de seu desejo.

Para conseguir este financiamento pelo Fies, o participante precisa passar por uma avaliação, que é realizada pelo Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior).

O FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), órgão responsável pelo financiamento do Fies, disponibilizará o financiamento para o estudante caso o mesmo tenha sido aprovado pela avaliação do Sinaes, caso contrário, o aluno não poderá usufruir dos recursos do programa.

As prestações para qualquer curso não pode ultrapassar o valor de 10% da renda mensal e, caso o participante deseja realizar uma simulação de financiamento basta acessar o site oficial do programa, disponível no seguinte link: http://sisfiesportal.mec.gov.br/?pagina=simulacao.

É de muita importância o participante realizar a simulação antes de fechar o contrato, para ver se compensa ou não o financiamento do curso de sua escolha.

De acordo com as edições anteriores, os estudantes podem começar a realizar o pagamento após o 18° mês depois de iniciado o curso.

O Fies é dividido em três modalidades, sendo elas: Fies 1, Fies 2 e Fies 3. Dentre essas três novas modalidades, o Fies 1 e 2 se enquadram no PFies, uma modalidade lançada na edição de 2018.

Para os estudantes realizaram o seu cadastro no Fies 1, é necessário que a sua renda familiar bruta mensal seja de três salário mínimos por pessoa, com o benefício de não ter taxa de juros em suas parcelas.

Já para o PFies, os alunos podem ter uma renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos. No PFies são cobradas taxas de juros que são variadas em determinadas regiões do país.

Baseado nas edições passadas, as regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste variam as taxas entre 2,5 até 3,5% ao ano para o Fies 1. Já para o Fies 2 a taxa é de 6,5% ao ano para todas as regiões do país.

Por isso aqui mais uma vez recomendamos a todos os participantes do Fies 2020 a realizarem uma simulação no site oficial do programa.

Como funciona o Fies?

Como Funciona o Fies 2018O Fies é um programa diferenciado dos demais programas do governo federal, pois para o aluno se inscrever precisa antes realizar um cadastro.

Esse cadastro é realizado no site oficial do programa, sendo que esse site é diferente ao da inscrição. Disponível neste seguinte link: http://sisfiesaluno.mec.gov.br/seguranca/principal.

Ao acessar o site do Fies o participante precisa ter em mãos o seu CPF (Cadastro de Pessoa Física). Logo após o estudante precisa informar também a data do seu aniversário.

O aluno irá criar um e-mail e uma senha para poder acessar o site novamente. A senha ela deve ter no mínimo seis caracteres e no máximo dez. Será através deste e-mail que o MEC notificará o participante com um comprovante de cadastro e, após o recebimento deste, o aluno estará cadastrado no programa, restando somente a realização de sua matrícula.

Para realizar a sua inscrição no Fies ou PFies, o participante deve acessar outro site oficial do programa, disponível neste seguinte link: http://fiesselecao.mec.gov.br/.

Ao entrar no site o estudante deve clicar na opção “já sou cadastrado” e após informar o seu CPF e a senha na qual criou ao realizar o seu cadastro.

É preciso de muita atenção ao realizar a inscrição no Fies ou PFies, pois o participante precisa informar o CPF de todos os integrantes de sua família com idade igual ou maior que 14 anos.

Além de seus dados pessoais e familiar, o estudante precisa também informar a renda familiar.

Após, o participante poderá informar até três tipos de curso de sua preferência, podendo escolher aquele com objetivo mor de conseguir uma vaga.

É de total responsabilidade do aluno verificar se os cursos pelo qual optou tem vagas disponíveis ou se está cadastrado no Fies, pois nem todos os cursos são beneficiados pelo programa do governo.

Após optar por seus cursos, resta ao aluno finalizar a sua inscrição.

Caso o candidato queira mudar o curso pelo qual optou como preferência poderá realizar essa mudança somente durante o período de inscrição, não podendo de hipótese alguma realizar após o término da mesma.

O aluno será selecionado pela sua nota do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio pelo qual participou.

O processo da nota de corte se assemelha ao do Sisu (Sistema de Seleção Unificado), sendo a menor nota de corte exigida a menor nota dos candidatos àquele curso.

Quem pode participar dos programas Fies e PFies?

Fies 2020 O que é e como funcionaPodem participar dos programas, aqueles candidatos que realizaram as provas do Enem desde a edição de 2010, até a edição passada.

Se o aluno não participou de nenhuma destas edições, infelizmente o mesmo não poderá se inscrever nos programas, pois o aluno é selecionado através da sua nota no Enem.

Baseando nas edições passadas, para participar o estudante precisa de ter uma nota mínima de 450 pontos nas provas de conhecimentos gerais ou uma nota maior que zero na redação.

Para participar do programa PFies o estudante pode ter uma renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Já para o Fies, o aluno pode ter uma renda familiar bruta de até três salários mínimos por pessoa.

Após a criação do PFies, o MEC deixa bem claro que o objetivo maior do programa é abranger grande parte da população brasileira para poder realizar o sonho de cursar uma instituição de ensino superior.

Lista de espera dos programas Fies e PFies


Para participar da lista de espera dos programas os alunos não precisam se inscrever, pois é uma lista que disponibiliza as vagas não ocupadas pelos candidatos selecionados durante o processo de seleção do programa.

Muitos participante não comparecem nas agências bancárias com a aprovação do seu financiamento, deixando assim a vaga em aberto.

Para os participantes da lista de espera do programa, estes devem aguardar até o final do processo de seleção dos alunos da lista de espera. Tendo chegado ao fim deste período, os contemplados com a seleção, deve comparecer CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) dentro de até cinco dias úteis para poderem aprovar o seu financiamento.

Tendo a aprovação do seu financiamento pela CPSA em mãos, o estudante deve comparecer à agência bancária pela qual optou, lembrando que precisa ser uma agência pública, como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

O período para o participante comparecer até a agência bancária é de até dez dias úteis, e precisa ter em mãos toda documentação necessária que fora exigida pela instituição pelo qual foi contemplado com a seleção.

Tendo a agência bancária aprovado o seu financiamento, sua vaga estará garantida.

Caso ainda tenham alguma dúvida referente aos programas Fies e PFies, deixe-as nos comentário que teremos o prazer de esclarecê-las a vocês. Boa sorte a todos!

Fies 2020: O que é e como funciona
5 (100%) 4 votos

Comente.